Marketing de escassez: como ganhar mais fazendo menos

Tempo de leitura: 2 minutos

Como dono do seu próprio negócio, provavelmente você está sempre em busca de maneiras de colocar os seus produtos e serviços na frente do maior número de pessoas possível.

Dos últimos anos para cá, uma tendência de marketing está se popularizando cada vez mais. Ao contrário da estratégia de simplificar a compra, tornando os produtos mais fáceis de comprar do que nunca, essa estratégia segue a direção oposta.

E se você esconder o seu produto do mundo? E se você dificultar a compra? Se você não lançar o suficiente? Estamos falando do marketing de escassez e é sobre ele que vamos falar no post de hoje! Vamos lá?

 

O que é o marketing de escassez?

O marketing de escassez é, resumidamente, limitar o fornecimento de um produto, diminuindo o tempo de disponibilidade ou reduzindo a produção – ambos, muitas vezes.

Todos nós queremos o que não podemos ter e amamos ostentar aquilo que os outros não tem. O marketing de escassez trabalha esse ponto, criando sedução por algo limitado. É uma maneira muito boa de vender um produto rápido com hype.

Então, agora que você já está familiarizado com o marketing de escassez, confira alguns exemplos de negócios que usaram esse princípio muito bem. Vamos lá?

 

Molho Szechuan do McDonald’s

Em 1998, para coincidir com o lançamento do filme Mulan da Disney, o McDonald’s lançou um molho chamado Szechuan. Após o filme sair de cartaz, o molho foi rapidamente retirado do cardápio e nunca mais foi visto durante muitos anos.

Muitos anos depois em Rick e Morty, um popular desenho animado de ficção científica, o molho foi citado. Szechuan explodiu na Internet e o McDonald’s aproveitou a discussão para trazê-lo de volta apenas por um dia, em quantidade limitada.

Fãs da franquia ficaram em filas por horas só para comprar o molho – alguns clientes compraram e revenderam na internet por centenas de dólares.

 

Supreme

Provavelmente você já viu o logo da Supreme estampado em algum moletom. A marca tem crescido imensamente nos últimos anos devido aos seus fãs loucos. A companhia atua em apenas 11 locais do mundo, lança peças limitadas e é bastante popular entre os famosos – a receita perfeita para o marketing de escassez.

 

OnePlus

Atualmente, o OnePlus é uma marca muito popular de smartphones. Isso devido a uma campanha de marketing inteligente apenas para convidados, criando um hype.

Depois que a OnePlus se estabeleceu como uma marca de primeira linha, o sistema de apenas para convidados foi descontinuado e suas ofertas ficaram disponíveis a todos.

 

Usando o marketing de escassez no seu negócio

Estes são apenas alguns exemplos de empresas que usaram o marketing de escassez e obtiveram um sucesso gigantesco. Como você observou, a estratégia em si pode funcionar em áreas diferentes, ou seja, pode funcionar no seu ramo também.

Lembre-se que todos nós queremos o que não podemos ter. Então, considere utilizar o gatilho mental de escassez em sua próxima campanha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *