As 10 Principais Redes Sociais do Brasil

Tempo de leitura: 6 minutos

Atualmente as redes sociais fazem parte de grande parte do dia a dia da população brasileira. Dados de abril de 2017 dão conta que 90% da população brasileira tem acesso a internet. Ano após ano o acesso vem crescendo consideravelmente, cerca de 10%. O Brasil é o país com o maior número de acessos as redes sociais da América Latina, muito acima do México, segundo colocado na lista.

De olho nesse grande público, muitas empresas têm investido muito em marketing para redes sociais. Investir o dinheiro da sua empresa é um assunto muito sério, não se pode gastar onde não terá resultados. Pensando assim, levantamos uma lista com as 10 redes sociais mais acessadas no Brasil.

1 – Facebook

O Facebook vem ditando tendências na sociedade brasileira, para alguns, “se não está no Facebook, não existe”. Isso porque o Facebook é de longe a rede social mais popular do planeta — e, por consequência, do Brasil. Já são mais de 2 bilhões de usuários ao redor do mundo, 139 milhões deles por aqui.

Isso coloca o Brasil como terceiro principal usuário da rede social, atrás somente de Índia e Estados Unidos.

O Facebook é uma rede social versátil e abrangente, que reúne muitas funcionalidades no mesmo lugar. Serve tanto para gerar negócios quanto para conhecer pessoas, relacionar-se com amigos e família, informar-se, dentre outros.

É por isso que, para empresas que investem em Marketing Digital, é praticamente impossível não estar no Facebook.

2 – Instagram

O Instagram foi uma das primeiras redes sociais exclusivas para acesso por meio do celular (Crescimento Mobile no Brasil e no Mundo). E, embora hoje seja possível visualizar publicações no desktop, seu formato continua sendo voltado para dispositivos móveis. É uma rede social de compartilhamento de fotos e vídeos, com a possibilidade de aplicação de filtros e outras edições.

O Instagram tem mudado bastante desde 2012, quando foi comprado pelo Facebook, que pagou 1 bilhão de dólares pela transação. Hoje é possível postar fotos de proporções diferentes, além de outros formatos, como vídeos, Stories, dentre outros.

Ter uma conta na rede social é uma oportunidade de divulgar seus conteúdos de forma visual; humanizar a marca, mostrando os bastidores, por exemplo; e de atrair candidatos, caso esteja contratando.

Nesse último ano, a rede social obteve grande destaque com o acréscimo dos anúncios patrocinados, possibilitando incluir Call to Action, como o botão “comprar” e “saiba mais”. Atualmente o Instagran tem aproximadamente 50 milhões de usuários no Brasil.

3 – Linkedin

A maior rede social voltada para profissionais tem se tornado cada vez mais parecida com outros sites do mesmo tipo, como o Facebook.

A diferença é que o foco são contatos profissionais — ou seja, em vez de amigos, temos conexões, e em vez de páginas, temos companhias.

É usado por muitas empresas para recrutamento de profissionais, para troca de experiências profissionais em comunidades e outras atividades relacionadas ao mundo corporativo.

No Brasil, o Linkedin conta com mais de 29 milhões de usuários.

4 – Twitter

O Twitter atingiu seu auge em meados de 2009 e de lá para cá está em declínio, mas isso não quer dizer todos os públicos pararam de usar a rede social.

Hoje, a rede social é usada principalmente como segunda tela em que os usuários comentam e debatem o que estão assistindo na TV, postando comentários sobre noticiários, reality shows, jogos de futebol e outros programas.

5 – WhatsApp

O WhatsApp é a rede social de mensagens instantâneas mais popular entre os brasileiros: mais de 90% da população faz uso do aplicativo em seu smartphone.

Em 2017, também entrou na moda dos Stories e implementou a funcionalidade, que foi batizada de “WhatsApp Status”.

6 – Facebook Messenger

O Messenger é a ferramenta de mensagens instantâneas do Facebook. Foi incorporada ao Facebook em 2011 e separada da plataforma em 2016.

Com a “separação”, o download do aplicativo Messenger tornou-se praticamente obrigatório para usuários da rede social via smartphones, já que não é mais possível responder mensagens pelo aplicativo do Facebook.

Além de um app de mensagens, o Messenger também tem uma função Stories exclusiva. Para empresas, possui alguns recursos interessantes, como bots e respostas inteligentes.

7 – YouTube

O YouTube é a principal rede social de vídeos online da atualidade, com mais de 1 bilhão de usuários ativos e mais de 500 milhões de vídeos visualizados diariamente.

O site foi fundado em 2005 por Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim. O sucesso meteórico fez com que a plataforma fosse adquirida pelo Google no ano seguinte, em 2006, por 1,65 bilhão de dólares.

Como o formato do vídeo é uma grande aposta atualmente, vale investir na rede social como forma de distribuir esse conteúdo.

8 – Snapchat

O Snapchat é um aplicativo de compartilhamento de fotos, vídeos e texto para mobile. Foi considerado o símbolo da pós-modernidade pela sua proposta de conteúdos efêmeros conhecidos como snaps, que desaparecem algumas horas após a publicação.

A rede lançou o conceito de “stories” — despertando o interesse de Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, que diversas vezes tentou adquirir a empresa, mas não obteve sucesso. Assim, o CEO lançou a funcionalidade nas redes que já haviam sido absorvidas, criando os concorrentes Whatsapp Status, Facebook Stories e Instagram Stories.

Apesar de não ser uma rede social de nicho, tem um público bem específico, formado por jovens hiperconectados.

Pensando em usar o Snapchat para empresas, é possível criar filtros com imagens baseado em geolocalização, o que é uma ótima opção para engajar usuários em eventos, por exemplo.

9 – Google+

A rede social do Google acabou não se popularizando como o planejado. É difícil encontrar uma empresa que possua mais engajamento ou que gere mais tráfego a partir do Google+ do que do Facebook, por exemplo.

Nos últimos anos, tem tentado se reinventar para conquistar mais usuários, fazendo uma série de atualizações.

10 – Pinterest

O Pinterest é uma rede social de fotos que traz o conceito de “mural de referências”. Lá você cria pastas para guardar suas inspirações e também pode fazer upload de imagens assim como colocar links para URLs externas.

Os temas mais populares são moda, maquiagem, casamento, gastronomia, arquitetura, faça você mesmo, gadgets, viagem e design. Seu público é majoritariamente feminino em todo o mundo.

Em sua empresa, você não precisa criar pastas somente com conteúdo próprio. Selecione imagens que tenham a alma da sua marca, ajudem na construção dela e possam ser uma porta de entrada para o usuário chegar até você. É possível também criar pins patrocinados que aparecem com mais relevância no feed dos usuários.

Conclusão:

Como vimos, existem muitas oportunidades de negócios nas redes sociais, no entanto é necessário que a gestão de suas campanhas seja feita por pessoas capacitadas e conhecedoras das ferramentas. O direcionamento dos anúncios, a configuração da campanha fazem toda a diferença na hora de realizar a sua postagem.

 

Quer investir em redes sociais? Cadastre-se e receba materiais educativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *